sexta-feira, 1 de abril de 2011

Economistas liberais defendem o desemprego na mídia rentista

Ontem cometi o desatino de assistir um painel sobre os rumos da economia brasileira num dos diversos canais do oligopólio midiático. Entre as várias pérolas disparadas pelos especialistas" convidados pela apresentadora, conhecida por opinar sobre os mais variados temas com "sapiência" ímpar, ou seria "suiniência", duas ideias se destacaram:

- O baixíssimo desemprego no Brasil é um problema. Traduzindo, para os economistas liberais da banca financeira e seu braço midiático o bom é manter um percentual elevado dos brasileiros desempregados, forçando a queda nos salários e nas condições de trabalho. O mercado interno e o povo que se lixem.

- Os bancos públicos são um problema, pois podem representar um risco fiscal pela alocação ineficiente dos recursos. Traduzindo, os bancos públicos, maiores responsáveis pelos poucos danos sofridos pelo Brasil em razão crise financeira internacional, são um problema pois permitem ao governo intervir no mercado financeiro. O ideal dos economistas da banca ainda é o sistema totalmente desregulamentado, desregrado e descontrolado. Não aprenderam nada com o ocorrido nos EUA, onde a ganância desmedida dos bancos privados levaram o País e o mundo à beira do precípício, gerando recessão e desemprego com graves consequências sociais. Nem por isso, a banca daquele País deixou de ser  rapidamente socorrida pelo governo sob a chantagem de "serem grandes demais para quebrar". Mas isso, no pensamento liberal, não é risco fiscal é direito natural, ou seja, privatização do lucro e socialização do prejuízo é o objetivo final.

Ouvindo essas criaturas fica mais fácil ver os méritos no governo Lula e entender as causas  e origens dos trágicos anos do tucanato comandado por FHC.

Um comentário:

Diego Fonseca disse...

Amigo, não sei qual sua formação, se é que você tem alguma, mas sua análise é totalmente superficial. O desemprego não é um problema, e sim um sintoma de uma anomalia no mercado de trabalho, não é normal um país com um crescimento pífio do PIB como o nosso se encontrar no pleno emprego, esse processo culminará em um processo inflacionário ocasionado fundamentalmente pela expansão dos gastos do governo e afrouxamento do credito, que se recusa a fazer a reforma estruturais que o pais precisa. Sei que não vai publicar esse comentário, é típico da ideologia esquerdista a supressão da liberdade de expressão como nas republicas socialistas, eles não sabem receber criticas...

Seguidores

Direito de Resposta do Brizola na Globo