quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Candidato Tarso Genro assume compromisso de NÃO prorrogar contratos de pedágio

Notícia divulgada pelo mandato do deputado Dionísio Marcon (PT) merece registro aqui no blog:

O candidato da Unidade Popular Pelo Rio Grande foi o palestrante da reunião-almoço do Setcergs, ocorrida nesta terça-feira (17) na sede da entidade. O sindicato representa as Empresas de Transporte de Cargas e Logística no Estado. Tarso Genro apresentou sua proposta de gestão nas áreas de infraestrutura e concessões rodoviárias. “O Estado necessita de uma ação urgente de restauração e manutenção das estradas e das obras de arte. No nosso governo iremos, em parceria com o Governo Federal e através de formas de financiamento e captação de recursos, formular um projeto amplo de pavimentação das estradas de acesso e de ligação entre os municípios gaúchos e recuperação das rodovias estruturais do Estado”, ressaltou Tarso.

Sobre pedágios, Tarso ressaltou a importância do compromisso assinado no último dia 6 em Caxias, quando a Unidade Popular garantiu que não irá prorrogação dos atuais contratos de concessão no Estado. “Este é um compromisso político que servirá como diretriz neste processo de mudança do atual modelo. Vamos respeitar os contratos, mas na alteração daremos prioridade para os pedágios comunitários, com redução de tarifa e aumento dos investimentos. A praça de Farroupilha e a de Águas Claras em Viamão, que dividem os municípios, estes serão extintos”, garantiu o candidato.

Com o aval dos demais integrantes do Sindicato, o presidente do Setcergs, José Carlos Silvano, assinou, como testemunha, o documento elaborado pela coligação em conjunto com a sociedade civil organizada.

Confira a íntegra do compromisso da Unidade Popular, divulgado no dia 6 de agosto:

COMPROMISSO DE TARSO GENRO POR UM NOVO MODELO DE GESTÃO DAS ESTRADAS

A população e os setores produtivos de nosso estado têm sofrido com o atual modelo de concessão de rodovias adotado no Rio Grande do Sul. Além de dificultar a livre mobilidade das pessoas e das mercadorias, pois possui uma das mais caras tarifas do país, não prevê o controle social e a transparência necessários a uma correta fiscalização de seus custos e investimentos.

É necessário superar o atual modelo de concessão de pedágios em vigor no estado, tendo como diretriz um modelo público, com efetivo controle social, transparente e público, dos recursos advindos deste sistema, que devem ser destinados exclusivamente para qualificação da malha viária do estado. Prever também, não só a manutenção e conservação, mas a construção e ampliação das rodovias e estradas do estado.

Os candidatos da Unidade Popular Pelo Rio Grande, face à necessidade de solucionar o tema das concessões rodoviárias e a cobrança de pedágios, assinam o presente COMPROMISSO PÚBLICO, cujas medidas serão adotadas em seu Governo.

ASSIM, NO INTERESSE DA SOCIEDADE GAUCHA:

1. Não haverá prorrogação dos atuais contratos de pedágio vinculados ao Programa Estadual de Concessão de Rodovias – PECR;

2. Comprometem-se de implantar um novo modelo de pedágios, privilegiando os modelos de caráter público, como os Pedágios Comunitários.

3. Serão extintos, com o encerramento dos contratos em 2013, e não mais serão implementados pedágios em perímetros urbanos, como ocorreu na RS 122 entre Caxias do Sul e Farroupilha, e na RS 040 em Águas Claras, distrito de Viamão.

4. Implementarão o controle “on-line” da arrecadação e dos gastos das praças de pedágios garantindo a transparência ao serviço.

5. Redefinirão o funcionamento do DAER/RS e a recomposição de seus Conselhos, de forma a garantir uma efetiva representação social no órgão.

6. Fornecerão meios para que a AGERGS cumpra com suas funções institucionais e promoverão a efetiva representação de todos setores envolvidos no seu Conselho Superior.

7. Buscarão em conjunto com o Governo Federal uma revisão contratual que resolva a situação do Pólo de Pedagiamento Federal de Pelotas.

8. Apoiarão o Projeto de Lei de Iniciativa Popular que trata de concessões rodoviárias e pedagiamento de rodovias no Estado do Rio Grande do Sul.

De acordo com os compromissos acima estabelecidos, assinam esta declaração, na presença das entidades abaixo citadas, e para que seja conhecida de toda a população, a firme disposição dos candidatos da UNIDADE POPULAR PELO RIO GRANDE DO SUL, representada neste ato por seu candidato a Governador TARSO GENRO, e a vice-governador BETO GRILL, sendo subscrito por todos os presentes nesta data histórica.


FOTO: CACO ARGEMI

Esse compromisso também consta do programa do candidato do PSOL, Pedro Ruas, conforme já divulgamos aqui no blog (leia aqui).

4 comentários:

Breton disse...

Não dá para tenter igualar coisas diferentes. N~~ao renovar as atuais concessões é uma coisa. Defender exclusivamente, ou não, pedágios comunitários, por exemplo, é outra. Não renovar as atuais concessões é uma coisa tão óbvia e trivial, que não deveria se constituir mérito para ninguém. Sem esquecer que as concessões vencem em 2013!!!o Ruas, mais um exemplo, defendeu auditar as concessões. Onde está o compromisso do Tarso em não licitar novamente, abrindo novas concessões "mais em conta"? Nossas privatizações são melhores que a dos outros?

Rogerio disse...

Na história do Brasil, a direita sempre falsificou alguma coisa na época das eleições, para tentar golpes de estado. Foi assim com Lacerda, que falsificou a Carta Brandi e não foi punido.Quando coronel, Olimpio Mourão Filho falsificou o Plano Cohen e desmascarado, também não foi punido.Anos depois, com Lacerda como governador da Guanabara e Mourão Filho como general comandante de Minas, ambos foram o estopim do golpe militar que torturou, matou e acabou com a democracia.Por isso devemos publicar a história das falsificações que a direita já usou para frustrar a vontade popular!É preciso mostrar o passado dessa gente para poder prever seu futuro! E preparar as defesas!O pedido de cassação do registro da Dilma, que todos esperávamos, alegando que ela tem a ver com essa falsificação da quebra de sigilo, já esta na mão do ministro Aldy Passarinho doTSE! Essa gente não brinca em serviço!Nesse artigo publicado pelo Conversa Afiada eu acho que consegui chegar bem perto de mostrar isso.Peço que leiam o artigo e divulguem.
http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2010/09/01/o-%E2%80%9Cplano-cohen%E2%80%9D-a-%E2%80%9Ccarta-brandi%E2%80%9D-e-o-dossie-do-serra-a-perna-da-mentira-ficou-mais-curta/
Blogueiros: publiquem artigos sobre as falsificações a direita e seus autores. O Brasil precisa passar a limpo esses fatos!É preciso punir com a Lei ao Serra, ao Sérgio Guerra e a todos que continuarem a difamar Dilma e o PT. Cadeia para esses bandidos não acabarem como Lacerda e Mourão Filho acabaram: livres, soltos e tramando novos golpes! Cadeia para Serra e Guerra!Lugar de GOLPISTA é na CADEIA!

Anônimo disse...

É direita é terrivel, falsificou a procuração com a qual o petista acessou dados sigilosos da filha do Serra. Com certeza não foi o petista que falsificou. Esta direita golpista recolheu uma montanha de dinheiro e induziu os petistas aloprados a comprar um dossiê contra o Serra. Que direita terrível. Fizeram uma lavagem celebral e induziram a funcionária da receita a acessar dados de tucanos. Eta direita golpista.

Mário disse...

Celebral não dá. Aí a gente não aguenta.

Seguidores

Direito de Resposta do Brizola na Globo