domingo, 9 de agosto de 2009

Ajuda memória

Segundo notícia veiculada pela imprensa, a governadora Yeda (PSDB) constituiu como seu defensor o advogado Fábio Medina Osório. Osório é ex-promotor de justiça e foi Secretário-Adjunto da Justiça e da Segurança/RS no governo Rigotto, justamente quando o titular era o agora denunciado José Otávio Germano (PMDB). Foi nesse período que se estruturou o suposto esquema de corrupção investigado pela chamada "Operação Rodin". O Detran, na oportunidade, era vinculado justamente a pasta da Justiça e Segurança.
No final do governo Rigotto, em janeiro de 2006, Osório se exonerou do Ministério Público Estadual para exercer a advocacia privada. Em seguida, por coincidência, lançou a obra "Teoria da Improbidade Administrativa" pela Editora Revista dos Tribunais.
Pelo visto, a governadora constituiu um advogado com a melhor habilitação possível para entender os meandros do caso.

3 comentários:

elektrofossile disse...

Quer me parecer que o Brito (da PRBS Gaúcha AM) entrevistou esse cara no dia em que o MPF anunciou a ação.

partisan disse...

Seria muito interessante resgatar e divulgar essa entrevista.

Anônimo disse...

Esse cara tinha é que dar explicação do que ocorreu no DETRAN durante a sua gestão.

Seguidores

Direito de Resposta do Brizola na Globo