quarta-feira, 11 de março de 2009

Vende-se: tratar com PMDB

Declaração bombástica, que a mídia nativa, especialmente a gaúcha, fez questão de naturalizar, não divulgar ou não dar o destaque devido, foi realizada pelo Senador Pedro Simon (PMDB) em entrevista coletiva após a aula magna ministrada na abertura do ano letivo da PUC-Campinas, sob o tema "Fraternidade e Segurança Pública".
Ainda segundo notícia publicada pela Folha de São Paulo, o senador Pedro Simon (PMDB) afirmou nesta segunda-feira que:
"a cúpula do PMDB se vende por qualquer dois mil réis" e que o partido não tem projeto para chegar à Presidência da República, mas sim para "conseguir alguns carguinhos".
Ainda segundo o senador:
"O problema do PMDB --grave, mais do que os outros--, é que o PT é um partido que quer chegar ao governo, o PSDB é um partido que quer chegar ao governo e, no PMDB, a cúpula se vende por qualquer dois mil réis e não quer chegar no governo, quer pegar um carguinhos".

2 comentários:

TITO disse...

A diferença de fundo, entre Simon e a cúpula, como nota-se nas entrelinhas, é meramente uma diferença de valor. Quanto vale o PMDB para o ilustre Senador????????? Quanto foi cobrado para apoiar o Titanic Yedista???? O pagamento, além dos cargos loteados (Banrisul, como explicado pelo Sr. Busato), tem origem em recursos como o do Detran. E esse o motivo do silêncio do Senador com relação a sucessão de escândalos do governo estadual?

Anônimo disse...

O vice-governador, Feijó, foi esclarecedor nesse sentido naquela famosa fala com o Bussato.

Seguidores

Direito de Resposta do Brizola na Globo