quarta-feira, 1 de julho de 2009

Investimento em Educação no Estado tem o pior resultado do país

A notícia abaixo nos impõe uma reflexão. A governadora tucana Yeda parece ter uma indisposição, uma má-vontade toda especial com os professores e a educação. Cortou recursos e investimentos em educação no RS, inclusive não cumprindo os mínimos constitucionalmente previstos; tratou como questão de honra a punição aos professores grevistas e despreza todas as questões ligadas ao tema. Detalhe: Yeda foi professora universitária. Seria algum problema psicológico? Algum trauma de infância? Algo perdido no seu inconsciente? Um bom divã poderia ajudar. O futuro dos alunos da rede pública do estado agradeceria. Publicado na sexta-feira, 20 de março de 2009.

Duas notícias recentes reforçaram a reflexão realizada naquela oportunidade. A primeira foi o sucateamento da Universidade Estadual - UERGS. A segunda foi a divulgação pelo Ministério da Educação - MEC - de que o Rio Grande do Sul teve o pior desempenho no país em investimentos em educação. O governo Yeda investiu apenas 18% do orçamento no ano passado.
O governo tucano deixará marcas profundas e de difícil superação em detrimento do futuro dos gaúchos.

4 comentários:

Carlos Eduardo da Maia disse...

Colocar dinheiro público numa estrutura furada é o fim da picada. O governo Yeda, pelo menos, está tentando modificar essa estrutura furada pelo interesse corporativo do CPERS que se nega, repito, a discutir um plano de cargos e salários do ano de 1974 e que impede, engessa a gestão pública. É necessário reestruturar o sistema, modificando o PCS e depois investir. Despejar dinheiro em estrutura viciada é desperdício.

Job disse...

O maia adora falar mal dos comunistas mas só elogia as idéias de uma Stalinista como Marisa Abreu.

Barbicha disse...

Bom é botar dinheiro no bolso, né Maia.

Anônimo disse...

O CC do governo estadual não perde oportunidade para tentar defender e puxar o saco do governo Titanic Estadual.

Seguidores

Direito de Resposta do Brizola na Globo