sábado, 12 de setembro de 2009

Crise da água no México cada vez mais grave


A crise da água no México piora a ponto de o governo federal estimar hoje que em 20 anos o país terá que viver com um nível grave de escassez.

Segundo advertiram, atualmente o recurso é insuficiente para abastecer toda a população, pois 12 milhões de mexicanos não têm acesso ao líquido. Os analistas consideram que o crescimento populacional e o desordenado desenvolvimento urbano reduziram sua disponibilidade.

Um editorial do El Universal adverte que a água começou a esgotar há 50 anos. A que tinha foi esbanjada; a que ainda existe está sendo perdida em fugas e a que é possível resgatar é deixada escapar pelas brechas, comentaram especialistas.

Mas também o líquido que se obtém de maneira natural sofreu estragos.

Especialistas dizem que pelo território nacional cruzam 718 bacias hidrográficas, entre rios, lagos e lagoas, mas 75% estão contaminadas.

No México subterrâneo há 653 aquíferos, ainda que 104 deles agonizam pela superexploração, segundo pesquisas.

De maneira natural estes são recarregados por bosques e selvas. No entanto, nos últimos 20 anos 58% dos bosques e 98 das selvas foram perdidos.

O estudo do Centro Mexicano de Direito Ambiental adverte que a disponibilidade de água por habitante reduzirá notoriamente nos próximos 20 anos e se tornará definitivamente crítica.

Isto quer dizer que bastará mais uma geração para que a água deixe de ser um problema e se converta em um assunto estratégico de sobrevivência, alertaram. Notícia da agência Prensa Latina.

A situação vivida pelo México se repete em todos os continentes e atinge muitos países. A água já é um recurso natural estratégico. Por isso, é fundamental zelarmos por essa grande riqueza do nosso país. O desperdício, a poluição e as tentativas de apropriação desse recurso pelas multinacionais já um duro desafio que precisa ter uma resposta à altura.

Um comentário:

Dialógico disse...

Essa informação aponta para um problema gravíssimo! Água será motivo de guerra, precisamos estar cientes disso e zelar pela nossa soberania.

Seguidores

Direito de Resposta do Brizola na Globo